“Politicamente Correto”

Vou buscar a uma entrevista de Aguinaldo Silva, escritor brasileiro, dada à revista Veja, a seguinte sentença:

 ” Eu acho que ser politicamente correto é ser hipócrita. As coisas tem nome, e o nome das coisas é aquele que sempre foi. Você não pode dizer que um anão é um cidadão verticalmente prejudicado, Não; um anão é um anão, entendeu?”

Isto posto, concluo que a busca desta sentença foi para justificar o desabafo que se segue.

Por motivos vários, circulo pelo centro social e cultural lisboeta; Rossio; Praça D. Pedro IV; Praça da Figueira; Terreiro do Paço e cercania. Por transporte uso comboio, (trem) metropolitano e autocarros, (ônibus) fiel à verdade devo dizer que são de boa qualidade cumprem, na medida do possível, horários, no caso dos comboios a maior parte dos atrasos dá-se quando algum “engraçadinho” prende a porta no movimento de fechar.

Que pena, algumas de nossas estações de comboios e metropolitano vivem apinhadas de gente “desocupada” cuja única razão de ali estarem é buscar incautos para os “depenar” e/ou venda de . . . sabe-se lá o que mais.

Nossos comboios vivem imundos, não por falta de serem limpos mas, desgraçadamente, por serem pichados por vândalos e passageiros de má índole que atiram ao chão seu lixo e restos de comida – biscoitos, bolachas, embalagens e garrafas de bebida – além de viajarem com os pés, calçados ou não, sobre o banco da frente, não se importando se vão disseminando vermes e bactérias que farão aumentar o número de pessoas doentes sem saberem como nem porque o ficaram.

Durante as viagens vão conversando aos berros, nas mais  variadas linguagens e sotaques, inclusive o português “de Portugal”, o que é mais triste e vergonhoso, sem se preocuparem com a falta de educação e gentileza apropriadas às gentes civilizadas.

Bandos de imbecis circulam com as calças arreadas a meio do traseiro, numa “manifestação” debochada e importada das prisões da  terra (sul) de Tio Sam.

Todos juntos, portugueses e outros, venham de onde vierem, tenham a origem que tiverem, mas que acima de tudo amem esta terra, por dela serem filhos ou nela terem encontrado espaço para viver, devemos juntar as mãos e dizer: contra quem não ama Portugal Marchar; Marchar.

Encerro este “lamento” como o abri, buscando socorro em quem entende das coisas, agora é a vez do filosofo Henri David Thoreau: “As massas nunca se elevam ao padrão do seu melhor membro. Pelo contrário, degradam-se ao nível do pior”.

Henrique A. S. Luiz

Rabo Torto – Cronista de Cordel

Anúncios

Sobre healsilu1947

Sou Cidadão português, nascido nd Ilha Terceira, Açores.
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

2 respostas a “Politicamente Correto”

  1. KATIA REBOSA diz:

    Excelente comentário Sr. Henrique também compartilho deste sentimento quando viajo nos transportes público, é uma pena que as pessoas ajam desta forma. E a grande maioria imigrantes (como eu) que não temos estes bons serviços nos nossos países de origem.

  2. Paulo Silva diz:

    Alguns caras não deveriam ter nascido, quanto mais ter ido pra outros paises fazer vergonha.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s